Acordo intermediado pela AGU deve por fim à julgamento sobre correção da poupança

O interminável julgamento da correção da poupança, parado há anos no STF, está perto de terminar. Está em estágio avançado um acordo intermediado pela AGU que tem, de um lado, a Febrapo (Frente Brasileira pelos Poupadores, representando os poupadores lesados) e, de  outro, a Febraban, representando os bancos. O acordo deve injetar R$ 8,6 bilhões na economia[…]